O ARREBATAMENTO DE ENOQUE E A CONDENAÇÃO DOS NEFILINS

O ARREBATAMENTO DE ENOQUE E A CONDENAÇÃO DOS NEFILINS: Parte 04

O LIVRO DOS GIGANTES O MANUSCRITO DO MAR MORTO

A Bíblia faz várias referências aos Nefilins e a maioria delas pode ser encontrada no livro de Gênesis. Outras  informações  a estes gigantes também estão  no livro apócrifo de Enoque. Este personagem Bíblico o sétimo depois de Adão e o bisavô de Noé.

Enoch é um personagem intrigante, para dizer o mínimo. O livro de Gênesis nos diz que ele viveu na Terra por 365 anos, antes de ser levado por Deus; “Ele andou com Deus; e ele não era mais da terra; porque Deus o levou “.
Durante o tempo de Enoque os Anjos Desertores , Tentaram contaminar a Descendência de Adão, Implantando sobre a terra uma ímpia descendência a semente do Mal uma Raça de Gigantes  possuidores de mentes perversas e comportamento agressivo superiores em tamanho e força descomunal que  oprimiria os homens e estavam dizimando a descendência de Adão por completo , algo que tornaria impossível a vinda do Messias Jesus o único que poderia libertar os homens do pecado herdado do pecado de Adão.
♦ 1Então Miguel (Jesus) e Gabriel, Radael, Suryal, e Uriel, olharam
abaixo desde os céus, e viram a quantidade de sangue que
era derramada na terra, e toda a iniqüidade que era praticada
sobre ela, e disseram um ao outro; Esta é a voz de seus
clamores;
6Novamente o Senhor disse a Rafael: Amarra a Azazyel, mãos
e pés; lança-o na escuridão; e
abrindo o deserto que está em Dudael, lança-o nele.
7Arremessa sobre ele pedras agudas, cobrindo-o com
escuridão;
10Restaura a terra, a qual os anjos corromperam; e anuncia
vida a ela, para que Eu possa recebê-la.
para que Eu possa recebê-la, para que Jesus pudesse vir até a terra como o Messias prometido e para desfazer as obras do diabo, para obtermos perdão dos pecados e tirar o pecado do mundo para aqueles que obtivessem fé na palavra,  Pois obviamente se a terra tivesse contaminada com a descendência dos Nefilins Jesus jamais poderia ter vindo ao mundo
A mais nova evidencia A favor da ideia de que Anjos Caídos Desertores se relacionaram os mulheres humanas gerando filhos Gigantes vem do livro dos gigantes encontrados nas grutas de Qumran, que faz parte dos novos achados  domanuscritos do Mar Morto.
w640 - Copia
Os Manuscritos do Mar Morto é uma coleção de centenas de textos e fragmentos de texto encontrados em cavernas de Qumran, no Mar Morto, no fim da década de 1940 e durante a década de 1950.
Porções de toda a Bíblia Hebraica foram encontradas, exceto do Livro de Ester e do Livro de Neemias.[1] Os manuscritos incluem também Livros apócrifos e livros novos que ainda não se conheciam como ao que foi Chamado Livro dos Gigantes.
Os Manuscritos do Mar Morto são de longe a versão mais antiga do texto bíblico, datando de mil anos antes do que o texto original da Bíblia Hebraica, usado por todas religiões cristãs  atualmente.[1] Estão guardados no Santuário do Livro do Museu de Israel, em Jerusalém.
 –

LIVRO DOS GIGANTES

Embora incompleto, os fragmentos contam uma historia complementar ao relato de Enoque: Os nefilins e os Anjos Desertores se tornam cientes de que, como resultado de suas formas violentas e desviantes, eles enfrentariam a iminente condenação de Deus, e isso acabou assustando eles tanto que pediram a Enoch para que intercedessem perante  Deus num pedido de suplica.

O texto começa detalhando como os Nefilins vinham atormentado a Terra e tudo o que vivia nela. Mas, uma vez que todos eles começaram a receber sonhos proféticos da desgraça, o medo se infiltrou em seus corações. O primeiro a ter esses sonhos era Mahway, filho Titan do anjo Barakel..

Após, o resto do grupo de gigantes começou a ter sonhos apocalípticos:

“Logo após, dois deles tiveram sonhos e o sono de seus olhos os escapou, e eles acordaram… …, e disseram numa assembleia de monstros… No meu sonho eu estava vigiando nesta mesma noite [e havia um jardim…] jardins e eles estavam regando […duzentas árvores e] grandes brotos saíram de suas raízes […] toda a água, e o fogo queimou todo [o jardim…]  Eles encontraram os gigantes para contá-los sobre o sonho…”

Os Nefilins agora perceberam a natureza profética de seus sonhos e procuraram a ajuda de Enoque.  Mais Enoque já tinha desaparecido da face da Terra, assim os nefilins elegeram um de seus membros para ir na jornada cósmica ao seu encontro.

“[Mahway] montou no ar com ventos fortes, e voou com suas mãos, como águias [… ele deixou para trás] o mundo habitado e passou sobre a Desolação, o grande deserto […] e Enoch o viu e o saudou, e Mahway disse a ele […] aqui e lá uma segunda vez para Mahway […] Os gigantes esperam suas palavras, e todos os monstros da Terra.  Se […] foi carregada […] dos dias de […] seu […] e eles seriam adicionados […] saberíamos de seu significado […] duzentas árvores que do céu caíram…”

Infelizmente, partes dos pergaminhos foram danificados, mas a direção geral do texto é óbvia. Um dos nefilins viajou para fora da Terra à procura de Enoque e seus poderes de interpretação de visões.

Que na época, este fato ainda não havia se tornado óbvio para os Nefilins e os Anjos Caídos tanto é que eles debateram o significado do sonho de Mahway, mas não tiveram sucesso ao interpretar os sinais. Logo depois, mais dois gigantes, Ohya e Hahya, os filhos do anjo caído Shemyaza, começam a ter sonhos semelhantes; eles sonhavam com uma árvore desenraizando com exceção de três de suas raízes.

  • Durante o tempo de Enoch na terra, nosso planeta também era habitado por “anjos” que se materializavam na forma carnal e que interagiam livremente com humanos, e tinham relações  com as “filhas do homem” gerando à uma raça de híbridos gigantes e muito fortes, chamados de nefilim.

333333333333333333333

Os gigantes agora perceberam a natureza profética de seus sonhos e procuraram a ajuda de Enoch. Mais Enoch não estava mais na face da Terra, pois Deus havia arrebatado Enoch para o Céu,  de modo que um Anjo que naquela época podia se materializar na forma carnal e vivam na terra, aconselhou a um dos seus membros a empreender uma viagem cósmica, a fim de encontrá-lo.

[MAHWAY] montou no ar como ventos fortes, e viajou ao céu como águia [… Ele deixou para trás] O mundo habitado e passou a ver a grande desolação do grande deserto […] e Enoque viu e saudou-o, e Mahway disse a ele […] todos os gigantes aguardam as suas palavras Enoch”

Infelizmente, partes dos pergaminhos foram danificados, mas a direção geral do texto é óbvia. Os Anjos Desertores que Coabitaram com mulheres gerando filhos que recebeu a condenação por parte de Deus

Um dos Demônios foi atraz  de Enoque para que desvendasse os enigmas dos sonhos proféticos que eles estavam tendo,  viajou para fora da Terra em busca de Enoch e os seus poderes de interpretar visões e sonhos. O texto torna-se muito interessante se substituirmos alguns termos e considerarmos não como um conto alegórico, mas a descrição de um verdadeiro evento cujo significado tornou-se confuso ao longo do tempo.

Se considerarmos voar “com as mãos como águias” para , a ”Desolação e grande deserto” Que provavelmente é a forma como o escritor se referiu  ao Espaço sideral, já que eles não conheciam uma palavra especifica para descrever o Espaço;

ANJO VIAGEM COSMICA. - Copia

Ao encontrar Enoque : e Enoque viu e saudou-o, e Mahway disse a ele […] todos os gigantes aguardam as suas palavras “Enoch envia Mahway de volta de onde ele veio, prometendo-lhe que ele vai falar com Deus em seu nome. Mais para o Nefilins e os Anjos Desertores aos quais a bíblia chama de Demônios, o que veio a seguir não foram boas noticias.

“O escriba Enoch […] uma cópia de um segundo tablete que  [Enoch] escreveu com suas próprias mãos o notável escriba […No nome de Deus o grande] e Santo, para Shemyaza e todos [seus companheiros…]
“Que seja conhecido a vocês que não […] e as coisas que vocês têm feito, e que suas esposas […] elas e seus filhos e as esposas de [seus filhos] por sua licenciosidade na Terra, e tem havido sobre vocês [… e a terra está chorando] e reclamando sobre vocês e as ações de seus filhos […] o mal que vocês têm feito à ela. […] Até que Rafael chegue, contemple, destruição [está vindo um grande dilúvio e ele irá destruir todas as coisas vivas] e tudo que está nos desertos e nos mares.  E o significado da matéria […] sobre vocês pelo mal.  Mas agora, afrouxem as amarras [prendendo-os ao mal…] e rezem”.

[…] Até Raphael chegar, eis que a destruição está chegando, uma grande inundação, e ela vai destruir todos os seres vivos e tudo o que está nos desertos e mares.”

Le_déluge_-_musée_de_beaux_arts_de_Nantes_20091017 (1) - Copia

O Livro de Enoque oferece muitas outras informações complementares a cerca da condenação dos Nefilins e as Sentinelas do Céu  que receberam a condenação, informações complementares aos relatos do manuscritos do Mar Morto no período em que Enoque não se  encontrava na terra pois tinha sido arrebatado para o Céu.

1Antes de todas estas coisas acontecerem, Enoque esteve escondido; e nenhum dos filhos dos homens sabia onde ele estava, onde ele havia estado, e o que havia acontecido.
2Ele esteve totalmente engajado com os santos, e com as Sentinelas em seus dias.
3Eu, Enoque, fui abençoado pelo grande Senhor e Rei da paz.

LIVRO DE ENOQUE:  A MENSAGEM DA CONDENAÇÃO DE DEUS

4E eis que as Sentinelas chamaram-me Enoque, o escriba. 5Então o Senhor disse-me: Enoque, escriba da retidão, vai e dize às Sentinelas dos céus, os quais desertaram o alto céu e seu santo e eterno estado, os quais foram contaminados com mulheres.

6E fizeram como os filhos dos homens fazem, tomando para si esposas, e os quais têm sido grandemente corrompidos na terra;
7Que na terra eles nunca obterão paz e remissão de pecados. Pois eles não se regozijarão em sua descendência; eles verão a matança dos seus bem-amados; lamentarão a destruição dos seus filhos e farão petição para sempre; mas não obterão misericórdia e paz.

1Então Enoque, passando ali, disse a Azazyel: Tu não obterás paz. Uma grande sentença há contra ti. Ele te amarrará;
2Socorro, misericórdia e súplica não estarão contigo por causa da opressão que tens ensinado; 3E por causa de todo ato de blasfêmia, tirania e pecado que tens descoberto aos filhos dos homens.

4Então partindo dele, falei a eles todos juntos; (Aos anjos iniquios e Nefilins)
5E eles todos ficaram apavorados, e tremeram;

ENOQUE CONDENA OS NEFILINS..05 - Copia

6Abençoando-me por escrever por eles um memorial de súplica, para que eles pudessem obter perdão; e que eu fizesse um memorial de suas orações ascendendo diante do Deus do céu; porque eles, por si mesmos, desde então não podiam dirigir-se a Ele, nem levantar seus olhos aos céus por causa da infame ofensa com a qual eles foram julgados.

7Então eu escrevi um memorial de suas orações e súplicas, por seus espíritos, por tudo o que eles haviam feito, e pelo assunto de sua solicitação, para que eles obtivessem remissão e descanso.
8Procedendo nisso, eu continuei sobre as águas de Danbadan, (16) as quais estão
lendo o memorial de suas orações, até que caí adormecido.
(16) Danbadan. Dan in Dan (Knibb, p. 94).
9E eis que um sonho veio a mim, e visões apareceram acima de mim. E caí e vi uma visão de castigos, para que eu pudesse ralatá-la aos filhos dos céus, e reprová-los. Quando eu acordei fui até eles. Todos estavam reunidos chorando em Oubelseyael, que está situada entre o Líbano e Seneser, (17) com suas faces escondidas.
(17) Libanos e Seneser. Líbano e Senir (próximo a Damasco).
10E relatei em sua presença todas as visões que eu havia visto, e meu sonho;
11E comecei a pronunciar estas palavras de retidão, reprovando as Sentinelas do céu.
Capítulo 14
1Este é o livro das palavras de retidão, e de reprovação das Sentinelas, os quais pertencem ao mundo, (18) de acordo com o que Ele, que é santo e grande, ordenou na visão. Eu percebi em meu sonho que eu estava então falando com a língua da carne, e com meu fôlego, que o Poderoso colocou na boca dos homens, para que eles pudessem conversar com Ele.
(18) Os quais pertencem ao mundo. Ou, “os quais (são) da eternidade” (Knibb, p. 95).
2Eu entendi com o coração. Assim como Ele havia criado e dado aos homens o poder de compreender a palavra de entendimento, assim criou, e deu a mim o poder de reprovar os Sentinelas, a geração dos céus. E escrevi sua petição; e na minha visão foi-me mostrado que seu pedido não lhes será atendido enquanto o mundo perdurar.
3O Julgamento passou sobre vós: vosso pedido não vos será atendido.

4De agora em diante, nunca ascendereis ao céu; Ele o disse que na terra Ele vos amarrará, tanto tempo quanto o mundo existir.

Anjos caidos 02 - Copia
5Mas antes destas coisas tu verás a destruição dos vossos bem-amados filhos; não os possuireis, mas eles cairão diante de vós pela espada.
6Nem pedireis por eles, nem por vós mesmos;
7Mas chorareis e suplicareis em silêncio. As palavras do livro que eu escrevi.
(19) Mas chorareis… Eu escrevi. Ou, “Assim também, a despeito de vossas lágrimas e orações, não recebereis nada, de tudo o que está contido nos registros que eu tenho escrito” (Charles, p. 80).

download (1) - Copia

Apos proferir a condenação Enoque é arrebatado

8Uma visão então me apareceu.

9Eis que naquela visão, nuvens e névoa convidaram-me; estrelas agitadas e brilho de relâmpagos impeliram-me e pressionaram-me adiante, enquanto ventos na visão assistiram meu vôo, acelerando meu progresso.

10Eles elevaram-me no alto ao céu. Eu prossegui, até que cheguei próximo dum muro construído com pedras de cristal. Uma chama de fogo vibrante (20) rodeou-o, a qual começou a golpear-me com terror. (20) Chama de fogo vibrante. Literalmente, “uma língua de fogo”.

Elias nos portoes do ceu,, - Copia

11Nesta chama de fogo vibrante eu entrei; 3Uma nuvem então me arrebatou, e o vento elevou-me acima da superfície da terra, colocando-me na extremidade dos céus.

12E aproximei-me de uma espaçosa habitação, também const
ruída com pedras de cristal. Seus muros também, bem como o pavimento, eramceu tempestuoso. - Copiaformados com pedras de cristal, e de cristal também era o piso. Seu telhado tinha a aparência de estrelas agitadas e brilhos de relâmpagos; e entre eles haviam querubins de fogo num céu tempestuoso.(21) Uma chama queimava ao redor dos muros; e seu portal queimava com fogo. Quando eu entrei nesta habitação, ela era quente como fogo e frio como o gelo. Nenhum traço de encanto ou de vida havia lá. O terror sobrepujou-me, e um tremor de medo apoderou-se de mim.
(21) Num céu tempestuoso. Literalmente, “e seu céu era água” (Charles, p. 81).
13Violentamente agitado e tremendo, eu caí sobre minha face. Na visão eu olhei.
14E ví que lá havia outra habitação mais espaçosa que a primeira, cada entrada da qual estava aberta diante de mim, elevada no meio da chama vibrante.

15Tão grandemente superou em todos os pontos, em glória, em magnificência, em magnitude, que é impossível descrever-vos o esplendor ou a extensão dela.
16Seus pisos eram de fogo, acima haviam relâmpagos e estrelas agitadas, enquanto o telhado exibia um fogo ardente.
17Eu examinei-a atentamente e vi que ela continha um trono exaltado;
18A aparência do qual era semelhante à da geada, enquanto que sua circunferência assemelhava-se à órbita do sol brilhante; e havia a voz de um querubim.
19Debaixo desse poderoso trono saíam rios de fogo flamejante.
20Olhar para ele foi impossível.
21Alguém grande em glória assentava-se sobre ele,
22Cujo manto era mais brilhante que o sol, e mais branco que a neve.
23Nenhum anjo era capaz de penetrar para olhar a Sua face, o Glorioso e Efulgente; nem podia algum mortal vê-Lo.
Um fogo flamejante rodeava-O. 24Também um fogo de grande extensão continuava a elevar-se diante dele; de modo que nenhum daqueles que estavam ao redor dele eram capazes de aproximar-se dele, entre as miríades de miríades(22) que estavam diante dele. Para Ele santa consulta era desnecessária. Contudo, o Santificado, que estava próximo dele, não apartou-se dele nem de noite nem de dia; nem eram eles tirados de diante dele. Eu também estava tão adiantado, com um véu sobre minha face, e trêmulo.
Então o Senhor com sua própria boca chamou-me, dizendo: Aproxima-se aqui acima, Enoque, à minha santa palavra.
(22) Miríades de miríades. Dez mil vezes dez mil (Knibb, p. 99).

trono de deus--7 ----

25E Ele ergueu-me, fazendo aproximar-me, mesmo até a entrada. Meus olhos estavam dirigidos para o chão.
Capítulo 15
1Então dirigindo-se para mim, Ele falou e disse: Ouve, não se atemorize, justo Enoque, tu escriba da retidão: aproxima-te para cá, e ouve a minha voz. Vai, dize às Sentinelas do céu, a quem te enviei para rogar por eles; tu deves rogar pelos homens, e não os homens por ti.
2Portanto, deves abandonar o sublime e santo céu, o qual permanece para sempre; deitastes com mulheres; vos corrompestes com as filhas dos homens; tomastes para ti esposas; agistes igual aos filhos da terra, e gerastes uma ímpia descendência.
(23) Uma ímpia descendência. Literalmente, “gigantes” (Charles, p. 82; Knibb, p. 101).
3 Sois espirituais, santos, e possuidores de uma vida que é eterna; vos contaminastes com mulheres, procriastes em sangue carnal; cobiçastes o sangue de homens; e fizestes como aqueles que são carne e sangue fazem.
4Estes, contudo, morrem e perecem.
5Portanto, de agora em diante Eu dou-vos esposas, para que possais coabitar com elas; para que filhos nasçam delas; e que isto seja negociado sobre a terra.
6Mas desde o princípio fostes feitos espirituais, possuindo uma vida que é eterna, e não sujeito à morte para sempre.
7Portanto, eu não fiz esposas para vós, porque, sendo espirituais, vossa habitação está no céu, 8Agora, os gigantes que têm nascido de espírito e de carne, serão chamados sobre a terra de maus espíritos, e na terra estará a sua habitação. Maus espíritos procederão de sua carne, porque eles foram criados de cima; dos santos Sentinelas foi seu princípio e a sua primeira fundação. Maus espíritos eles serão sobre a terra, e de espíritos da maldade eles serão chamados. A habitação dos espíritos do céu será no céu, mas sobre a terra estará a habitação dos espíritos terrestriais, os quais são nascidos na terra.(24)
(24) Note as muitas implicações dos versículo 3-8 com respeito à progênie dos maus espíritos. 9Os espíritos dos gigantes serão semelhantes às nuvens, (25) os quais oprimem, corrompem, caem, contendem e confundem sobre a terra.
(25) A palavra grega para “nuvem” aqui, nephelas, pode ocultar a mais antiga leitura, Napheleim (Nephilim).
10Eles causarão lamentação. Nenhuma comida eles comerão; e terão sede; eles se esconderão e não (26) se levantarão contra os filhos dos homens, e contra as mulheres; pois eles virão durante os dias da matança e da destruição.

1E quanto à morte dos gigantes, onde quer que seus espíritos se apartem de seus corpos; que sua carne, que é perecível, esteja sem julgamento.(27) Assim eles perecerão, até o dia da grande consumação do mundo. Uma destruição das Sentinelas e dos ímpios acontecerá.

Dragon-Art-Wallpaper-Themes-HD - Copia

(27) Que sua carne… esteja sem julgamento. Ou, “sua carne será destruída antes do julgamento” (Knibb, p. 102).

2E então às Sentinelas, aos quais enviei-te para rogar por eles, os quais no princípio estavam no céu, 3Dize: No céu tens estado; coisas secretas, entretanto, não têm sido manifestadas a ti; contudo tens conhecido um reprovável mistério.
4E isto tens relatado às mulheres na dureza do vosso coração, e por aquele mistério as mulheres e a humanidade têm multiplicado males sobre a terra.
5Dize a eles: Nunca, portanto, obtereis paz

Capítulo 19
1Então Uriel disse: Eis aqui os anjos que coabitaram com mulheres, escolheram seus líderes; 2E sendo numerosos em aparência (30) profanaram os homens e fizeram com que errassem; assim eles sacrificaram aos demônios como aos deuses. Pois no grande dia haverá um julgamento, no qual eles serão julgados, até que sejam consumidos; e suas esposas também serão julgadas, as quais levaram desencaminhadamente os anjos do céu para que as saudassem.
(30) Sendo numerosos em aparência. Ou, “assumindo muitas formas” (Knibb, p. 106).
3E eu, Enoque, só vi a aparência do fim de todas as coisas. Não tendo visto nenhum homem enquanto via as coisas.
Capítulo 63
1Eu vi outros semblantes naquele lugar secreto. Ouvi a voz de um anjo, dizendo: Estes são os anjos que desceram do céu à terra, revelaram segredos aos filhos dos homens e seduziram os filhos dos homens para cometerem pecado.

O pergaminho do Mar Morto oferece um relato complementar, apos Enoque não se encontrar mais na terra e o próprio Deus proferir as palavras de condenação contras as Sentinelas do Céu e os Nefilins, foi nessa parte em que um dos Anjos que coabitava com mulheres na terra vai atras de Enoque no próprio Céu.

Anjo caido - Copia

[MAHWAY] montou no ar como ventos fortes, e viajou ao céu como águia [… Ele deixou para trás] O mundo habitado e passou a ver a grande desolação do grande deserto […] e Enoque viu e saudou-o, e Mahway disse a ele […] todos os gigantes aguardam as suas palavras Enoch”

Onde Enoch repassa as palavras de desaprovação e condenação

“Que seja conhecido a vocês que não […] e as coisas que vocês têm feito, e que suas esposas […] elas e seus filhos e as esposas de [seus filhos] por sua licenciosidade na Terra, e tem havido sobre vocês [… e a terra está chorando] e reclamando sobre vocês e as ações de seus filhos […] o mal que vocês têm feito à ela. […] Até que Rafael chegue, contemple, destruição [está vindo um grande dilúvio e ele irá destruir todas as coisas vivas] e tudo que está nos desertos e nos mares.  E o significado da matéria […] sobre vocês pelo mal.  Mas agora, afrouxem as amarras [prendendo-os ao mal…] e rezem”.

DOWLOAD PDF LIVRO COMPLETO

http://www.mariamaedaigreja.net/textos/329-O-Livro-de-Enoque.pdf

706798 - Copia

Fontes:

http://www.semprequestione.com/2015/06/incrivel-livro-dos-gigantes-nefilins-encontrado.html#.VsKiqz-xZKY

http://filosofiaimortal.blogspot.com.br/2015/06/o-livro-de-gigantes.html

http://www.mariamaedaigreja.net/textos/329-O-Livro-de-Enoque.pdf

proximo –   GIGANTES NAS AMÉRICAS

LINK  ➩   https://noticiasbiblia.wordpress.com/2016/02/21/gigantes-nas-americas-2/

Screenshot_17

MAIS ARTIGOS  EM:  ⇨ MISTÉRIOS BÍBLICOS

Participe Grupo Facebook: Debates perguntas cristãs complicadas

Anúncios

5 comentários sobre “O ARREBATAMENTO DE ENOQUE E A CONDENAÇÃO DOS NEFILINS: Parte 04

  1. Uma mística espanhola de Ávila, Santa Teresa, gostava de dizer que a verdade é a humildade. Eu penso que ela percebeu muitas coisas que muitos nunca vão perceber…:)

    Curtir

  2. Eu era menino e um dia meu professor de matemática escreveu no quadro que k/infinito = zero. Estou com 70 anos, missão cumprida, aquela fórmula cada vez mais me diz coisas inefáveis. E esta luz indizível que me brota desde criança me foi revelada numa viagem magnífica, embarcados que somos numa fantástica montagem de engenharia cósmica como que despejados numa vastidão negra e vazia velocíssimos a 200 km/s. A coisa é extaquérrima, mistura de extática com chiquérrima!…:)

    Curtir

  3. Excelente trabalho, mas há um gravíssimo equivoco, uma heresia anticristã na sua postagem, quando você afirma que Jesus é Miguel. Jesus é Deus, Miguel é um anjo, criado por Deus.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s