IGREJA CATÓLICA ENVOLVIMENTO NAZISMO

IGREJA CATÓLICA ENVOLVIMENTO NAZISMO

O Vaticano seguiu apenas uma política de neutralidade durante a Segunda Guerra Mundial, sob a liderança do Papa Pio XII. Tanto que O papa João Paulo II em 2005 pediu desculpas pela igreja não ter agido de forma mais ativa contra o nazismo. O papa estava ciente do extermínio de milhares de judeus em campos de concentração e crimes de guerras de diversos tipos e mesmo assim não si pronunciou uma declaração pública de Pio 12 contra o massacre dos judeus, que poderia levar quase metade dos soldados, alemães católicos, enfraquecendo as tropas de hitler e gerando inúmeros mandatos de prisões aos generais nazistas, algscreenshot_34 (5)uns acreditam que isso provocaria o próprio rapto do papa. Por isso, para salvá-lo, era preciso mantê-lo em silencio embora os estudiosos ainda estão em desacordo sobre a autenticidade de tais alegações. A Cidade do Vaticano em si nunca foi ocupada, na verdade, as principais preocupações dentro do Vaticano era a potencial anarquia entre a ocupação alemã e Aliada, não a potencial ocupação alemã, a outra preocupação diplomáticas de Pio XII era impedir o bombardeio de Roma.

 

O catolicismo por si só estimulou o anti-semitismo que nunca foi apenas alemão. Historicamente está ligado ao cristianismo, não só a gênese desse, mas à sua preponderância. Na Europa em geral, os judeus eram discriminados desde que o cristianismo se tornou a religião do Estado, e pelas medidas tomadas por bispos cristãos durante séculos. Leis proibindo o casamento entre judeus e cristãos, proibindo aqueles de freqüentar universidades, de exercer cargos públicos, ou obrigando-os a usar distintivos, a viver em guetos, etc.

screenshot_35-2 (3)

Hitler se apossou do anti-semitismo que já existia na igreja católica e explodiu com toda sua ira contra os judeus. Ele jamais se afastou do catolicismo romano, e estes só perceberam a tragédia, quando já era tarde demais. O juramente dos recém-integrados à SS nazista

Basicamente a neutralidade do papa era obrigatória graças a Concordata com o Reich ou (Reichskonkordat) assinado em 20 de Julho de 1933 pelo Cardeal Eugenio Pacelli e Franz von Papen em nome do Papa Pio XI e do presidente Paul von Hindenburg, sendo válido atualmente na Alemanha. Dizia que Os clérigos deviam prestar um juramento de lealdade ao governador local ou presidente do Reich. Os clérigos deviam prestar um juramento de lealdade ao governador local ou presidente do Reich, a assinatura desse tradado por si só torna a igreja católica cúmplice e conivente de todas as atrocidades do regime nazista.

Sem Título-ggg - Cópia

OUTROS argumentos apontando relação intima da igreja católica com políticos do governo de hittler

***o líder da Igreja Católica deu sua bênção ao amigo íntimo de Heinrich Himmler, e um dos executores do Holocausto.

***O padre Jozef Tiso, ditador eslovaco, deportou judeus, ciganos e opositores. Ele jamais foi condenado pela igreja

***A igreja foi conivente76 com o regime croata de Ante Pavelic, que promoveu um grande genocídio.O clero croata participou ativamente das atrocidades e inclusive alguns padres eram guardas de campos de extermínio, como Jasenovac

***20/4/1939: Pio XII enviou, com transmissão pessoal do núncio apostólico, Cesare Orsenigo, em Berlim, um telegrama de felicitações pelo 50º aniversário de Hitler (que desfaçatez!). Isto após a invasão da Checoslováquia e seu despedaçamento, em Março de 1939, pelas tropas nazis, que levantou um grande clamor entre os democratas europeus e provocou um toque a rebate de preparação para a guerra, por parte do Reino Unido e França.

***Em 1/9/1939, começou oficialmente a 2ª Guerra Mundial com o ataque alemão à Polónia. Pio XII começou a receber, pouco depois, informações da própria igreja polaca, como foi o caso das religiosas do comité de socorros de Nazaré, contando-lhe as atrocidades que os nazis faziam à população civil, mas, tal pio papa nada fez para denunciar tais crueldades, oficialmente…

…Antes procurou justificar e compreender o ataque alemão dizendo que “A Polónia infelizmente tinha atraído contra ela o ataque alemão devido a certos excessos cometidos contra as populações germânicas”…

…Mas o cardeal Montini (futuro papa Paulo VI), admitiu, no início de Dezembro, que o papa Pio XII estava “plenamente instruído sobre as atrocidades que os alemães cometiam na parte da Polónia ocupada por eles”…

FONTES: http://www.midiaindependente.org/pt/red/2012/10/513635.shtml

https://www.youtube.com/playlist?list=PLMHFiofRJMHYzivPH5-p95POI9CI1Rn1i

http://irreligiosos.ning.com/profiles/blog/show?id=2626945%3ABlogPost%3A62732&commentId=2626945%3AComment%3A62883&xg_source=activity

http://pt.wikipedia.org/wiki/Críticas_à_Igreja_Católica

http://www.diariodeunsateus.net/2013/05/28/21007/comment-page-1/

http://pt.wikipedia.org/wiki/Vaticano_durante_a_Segunda_Guerra_Mundial

 

MAIS ARTIGOS  EM:  ⇨ MISTÉRIOS BÍBLICOS

Participe Grupo Facebook: Debates perguntas cristãs complicadas

Anúncios

Um comentário sobre “IGREJA CATÓLICA ENVOLVIMENTO NAZISMO

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s